Iemanjá

 

 

Rainha do mar, Orixá dona das águas salgadas, considerada a Mãe de todos os Orixás, é a mãe que cuida, que ampara, que limpa nossos corações.

Protetora, seu campo da natureza tem a função de limpeza, de descarrego, de energização. 

Assim como as ondas do mar, que vão e vêm, Iemanjá prepara nosso campo emocional para as lições cármicas, principalmente as de cunho familiar. 

É Iemanjá quem nos dá harmonia, quem nos aproxima das pessoas com quem temos afinidades e proporciona união familiar.

Iemanjá é o Orixá que nos auxilia a nos desapegarmos do que não nos faz bem, permitindo que vá para o fundo do mar as tristezas e más lembranças, trazendo novas energias para a nova onda que está vindo, para o novo ciclo que está começando.

Sob a regência de seu campo de energização, o mar, a praia, estão inúmeras Entidades que atuam, como caboclos e caboclas da praia, ciganos e ciganas da praia, marinheiros, e até os guardiões de esquerda, nossos amigos Exus e Pomba-giras.

Padroeira dos pescadores e navegantes, ampara o bebê no nascimento, sua cor é o azul claro ou o branco cristalino, comemora-se seu dia em 02 de fevereiro ou 31 de dezembro. Há adeptos que comemoram em 08 de dezembro.

Oferendas: manjar branco, flores brancas.

Sincretismo religioso: Nossa Senhora doa Navegantes e em algumas regiões do país, Nossa Senhora da Conceição.

Campo da natureza: mar.

Ferramentas: âncora.

Saudação: Odoya! (Salve a Rainha das águas salgadas!)

 

Taróloga Micaela