Laços de Sangue

 

 

Muitas vezes é complicado entender que existem pessoas com fortes laços de sangue, que estão se perdendo de nossas vidas.


Sim, cada um trilhando direções diferentes, com ideais distintos.


Como perceber que as escolhas familiares que pareciam tão unidas, se perdem em determinados pontos?


Sonhos e realizações distantes e enfraquecidas...


Conhecia muito alguém, que hoje é um estranho...


Olhamos para o lado e percebemos que nosso caminho está se transformando.


O que mudou? Nada mudou!


Amadurecemos!


Nos tornamos escudos fiéis do que acreditamos.


Entendemos que por mais que a vida construa laços de sangue, o cotidiano e essência nos aproximam ou afastam deles.


O mais importante é que não nos afastemos de quem somos!


Não podemos permitir viver a vida para satisfazer somente o outro.


Respeitar o outro é essencial. Nos respeitar, significa plenitude e felicidade.


O encontro de laços acontece desde o nascimento, mas os elos fortalecidos acontecem ao longo da vida.


Enxergar o outro frisando qualidades e erros acontece, mas nos livrar do que é tóxico para nossa alma, nos tornam mais fortes e menos vulneráveis.


Precisamos admirar de longe, vivenciar os laços de corações abertos, e nos recolher, também é uma forma de tornar nosso alicerce mais forte.


Laços de sangue serão eternos, as escolhas de caminhos que são e devem ser distintas.


Carinho e afeto podem ou não existir, o que não é válido é nos escravizar diante desses caminhos.


Laços de sangue determinam quem somos, quando chegamos ao mundo...


Mas nós cultivamos laços e direcionamentos exclusivamente sozinhos.


Não existem laços e pessoas perfeitas.


O que muda é somente as escolhas e percurso destes caminhos ao longo de nossas vidas.

 

 

Taróloga Felícia