Coragem e afeto, momento pede reflexão e resguardo

 

Precisamos nos unir espiritualmente os dias pedem que façamos uma corrente de consciência, orações, pensamentos e vibrações positivas sem o contato e ato físico de dar as mãos e sim emanando energias ao próximo, ao mundo, aos hospitais, às pessoas.


A era tecnológica que por tempos vem nos distanciando uns dos outros, cada um vivendo em sua caixinha, está por agora a nos favorecer, nos unindo para podermos matarmos a saudade e para nos mostrar como o contato com quem amamos é realmente importante.


Precisamos respeitar e nos atentarmos ao que o mundo está querendo mostrar, cada um fazendo sua parte, refletindo, preservando e sendo solidário com o outro. Não adianta pensar somente em si mesmo, porque você precisa de tudo e todos que fazem com que nossas necessidades sejam supridas.


A vida pede consciência individual e união coletiva.


Precisamos nos acolher, respeitando e colhendo informações verídicas.


Quando tudo passar, valorizaremos mais os momentos de convívio social, a atenção e o carinho através de abraços que agora não podemos dar ou retribuir.


O que devemos fazer é manter o foco no cuidado, mas cuidarmos de nossa mente, pensamentos na vida e na cura, não voltando para a doença.


Vamos passar por isso juntos, refletindo por dias melhores que dependem exclusivamente de nossas ações.


Correntes do bem, sem olhar a quem, sem segurar nem abraçar ninguém, mas orando por alguém.


Faça a sua parte!


A mudança para reverter tudo isso, depende de todos nós, juntos!

 

Focaremos nossas energias na luz verde para cura, mas para a luz roxa, pedindo a transformação dentro de cada um.

 

Namastê!


Taróloga Felícia